Ministro da Defesa russo nega cessar-fogo com Geórgia

Washington, 11 ago (EFE).- O vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa russo, Serguei Ivanov, descartou hoje que haja um acordo de cessar-fogo com a Geórgia, um país que acusou de realizar uma limpeza étnica na Ossétia do Sul.

EFE |

"Acuso os líderes georgianos de limpeza étnica, porque sua meta política era eliminar a população, uma ínfima população da Ossétia do Sul, porque sem ela é impossível reintegrar a Ossétia do Sul à Geórgia", afirmou Ivanov em entrevista à rede de TV americana "CNN".

"Como resultado do que ocorreu, agora estou totalmente seguro que uma negociação política, digo entre Geórgia e Ossétia do Sul, jamais será uma realidade nas próximas décadas", acrescentou.

Perguntado sobre se a Rússia assinaria o pacto de fim de hostilidades assinado pelo presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, Ivanov disse que "não é um acordo de cessar-fogo".

"Um cessar-fogo é assinado por ambas as partes quando se reúnem", ressaltou.

Desta forma, Ivanov reiterou sua rejeição aos esforços da União Européia de negociar uma cessação das hostilidades, porque o Governo do Kremlin considera que Tbilisi tem que dialogar diretamente com as regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG