Ministro da Defesa do Brasil desmente versão sobre caças franceses

Brasília, 4 fev (EFE).- O ministro da Defesa brasileiro, Nelson Jobim, desmentiu hoje a versão da imprensa que apontava que o Brasil já havia se decidido por comprar os aviões franceses Rafale.

EFE |

"Não há nada definido. O processo está em andamento. A notícia não tem fundamento", declarou o ministro em entrevista coletiva, sem fazer mais comentários.

O avião de Dassault concorre com o F-18 da empresa Boeing (EUA) e o Gripen NG, da Saab (Suécia) em uma licitação para o fornecimento de 36 caças-bombardeiros para a Força Aérea Brasileira.

A companhia francesa reduziu o custo da operação de US$ 8,2 bilhões para US$ 6,2 bilhões, soma que continua sendo superior às ofertas dos dois concorrentes.

A Força Aérea Brasileira também desmentiu a versão.

Em comunicado, assinalou que "com relação à divulgação pela imprensa do suposto vencedor do processo de seleção dos novos caças, o Comando da Aeronáutica não recebeu comunicação oficial sobre o assunto". EFE ed/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG