Bogotá, 9 jun (EFE).- O ministro de Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse hoje que há dois meses forças militares estiveram perto do acampamento no qual a guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mantém aprisionados três americanos desde 2003.

Santos declarou à emissora "AW" que as tropas localizaram um rio onde se banhavam os americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, seqüestrados pelas Farc em 13 de fevereiro de 2003 nas selvas de Caquetá, no sudoeste d a Colômbia.

"Tivemos uma informação muito precisa sobre a localização" dos seqüestrados e dos acampamentos, indicou o ministro.

"Há dois meses nossos homens estiveram perto. Tínhamos localizados eles, mas não pudemos antecipar o cerco porque quando começamos a fazer os movimentos, eles se perderam, mas os tivemos muito perto, não podemos renunciar às operações de resgate", disse o ministro.

Os três americanos foram seqüestrados depois que as Farc derrubassem o pequeno avião no qual trabalhavam para a Califórnia Microwave Systems, empresa contratada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos para recolher informações sobre plantações de droga. EFE gta/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.