Ministro britânico renuncia após escândalo com multa de trânsito

Chefe da pasta de Energia, Chris Huhne é acusado de tentar passar pontos na carteira de motorista para a ex-mulher

iG São Paulo |

O ministro britânico de Energia e Mudança Climática, Chris Huhne, renunciou ao cargo nesta sexta-feira, horas após ser informado de que será processado por obstrução do trabalho da Justiça. Huhne é acusado de ter pedidoque a ex-mulher, Vicky Pryce, assumisse uma multa por excesso de velocidade que ele tinha recebido em 2003.

AP
O ex-ministro de Energia do Reino Unido Chris Huhne, em foto de 2010

"Para evitar qualquer distração nos meus deveres oficiais ou na minha defesa durante o processo, estou renunciando ao cargo", disse Huhne, em breve comunicado. De acordo com promotores, o ministro tentou passar a multa para a ex-mulher para evitar perder a carteira de motorista.

A audiência preliminar do caso foi marcada para 16 de fevereiro na Corte dos Magistrados de Westminster, no centro de Londres.

Em seu pedido de demissão, entregue ao primeiro-ministro britânico, David Cameron, Huhne se disse inocente e prometeu uma “defesa robusta”. Cameron respondeu agradecendo a colaboração do secretário e se dizendo " orgulhoso" da sua participação no governo.

O ministro será substituído por Ed Davey, que como ele é do Partido Liberal Democrata, parceiro minoritário no governo de coalizão liderado pelos conservadores.

Huhne é o segundo ministro do partido a renunciar ao cargo. Em 2010, David Laws deixou de chefiar a pasta do Tesouro por causa de um escândalo sobre gastos de verbas parlamentares.

Com AP e Reuters

    Leia tudo sobre: reino unidocameronmultachris huhne

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG