Ministro britânico descarta enviar mais soldados ao Afeganistão

Londres, 19 set (EFE) - O ministro da Defesa do Reino Unido, Des Browne, afirmou hoje que não há novos planos para aumentar o contingente militar do Reino Unido no Afeganistão e negou que os comandantes tenham pedido mais tropas.

EFE |

Browne, que atua como anfitrião de uma reunião de ministros de Defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) que termina hoje em Londres, disse também que compartilhava a opinião do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, de que era necessário "um maior compromisso" de outros membros da Aliança.

Em declarações à "BBC", o ministro britânico destacou que o Reino Unido tinha deixado "muito claro" seu compromisso militar com o Afeganistão e que consiste, como anunciou no Parlamento em junho, em aumentar o número de soldados em 230 para que o contingente total supere os oito mil no primeiro semestre de 2009.

As declarações de Browne foram feitas depois que o jornal "The Daily Telegraph" publicou uma entrevista com o chefe do Pentágono na qual este assegurava que o número de tropas britânicas no Afeganistão pode aumentar para ajudar a combater os talibãs.

Segundo a informação do periódico, o Reino Unido estuda reduzir o número de tropas no Iraque e poderia transferir parte desses soldados ao Afeganistão.

A necessidade de aumentar os recursos militares e financeiros para derrotar os talibãs no Afeganistão e as conseqüências do atual conflito entre Rússia e Geórgia são dois dos assuntos debatidos na reunião dos ministros da Otan em Londres. EFE ep/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG