Londres, 27 ago (EFE).- O ministro da Justiça britânico, Jack Straw, tentará impedir que o virtual número dois do Governo, Peter Mandelson, suceda o atual primeiro-ministro Gordon Brown na liderança do Partido Trabalhista.

Segundo informa hoje o jornal "Financial Times", Straw propôs emendar, ainda antes da apresentação ao Parlamento, um projeto de lei que permitirá a membros vitalícios da Câmara dos Lordes, como é o caso de Mandelson, abrir mão de sua vaga na Casa e tentar se tornar deputado.

O projeto de lei teria permitido a Mandelson, atual ministro da Empresa, se apresentar pelo Partido Trabalhista a alguma circunscrição em que tenha praticamente assegurada sua eleição como deputado.

De acordo com o jornal, no entanto, Straw quer revisar o projeto para dificultar o salto de políticos ambiciosos e oportunistas de uma câmara para outra.

Segundo fontes citadas pelo periódico, o ministro da Justiça quer estabelecer um período de quarentena - provavelmente de cinco anos - entre essa transição.

A decisão de Straw de reformar a lei tranquilizará os que temem que certos políticos tentem utilizar a Câmara dos Lordes como um simples trampolim para a dos Comuns.

Nos dois últimos meses, circularam rumores de que Mandelson, que acumula cada vez mais poder no Governo trabalhista, pode estar de olho na chefia de Governo, algo que preocuparia Straw.

O ministro da Justiça, um veterano do partido que foi chanceler de Tony Blair, foi mencionado como possível candidato a substituir Brown se, como é esperado, os trabalhistas perderem as eleições de 2010. EFE jr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.