Ministro brasileiro mostra interesse em apoiar projetos na Nicarágua

Manágua, 18 jul (EFE).- O ministro do Desenvolvimento Agrário Guilherme Cassel mostrou hoje interesse em apoiar a execução de três projetos na Nicarágua que impulsionam a Comissão Nacional de Paz e Reconciliação, presidida pelo cardeal Miguel Obando y Bravo.

EFE |

Cassel se reuniu nesta sexta-feira com o cardeal Obando y Bravo e sua equipe nos escritórios da Universidad Católica da Nicarágua (UNICA), onde ambos conversaram sobre estes projetos.

A equipe de Obando e Bravo expôs planos sobre a entrega de sementes para produção no setor agrícola, de apoio à saúde e construção de imóveis para os desmobilizados da ex-Resistência Nicaragüense, do extinto Ministério do Interior e do Exército da Nicarágua.

Estes programas fazem parte dos acordos assinados por representantes de diferentes Governos desde 27 de junho de 1990, com desmobilizados da antiga guerrilha dos "contras".

Os antigos "contras" entregaram suas armas após a guerra civil na Nicarágua em troca de uma série de benefícios para voltarem à vida civil do país centro-americano.

Cassel disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem "uma disposição permanente de ajudar em todos os setores" e que quando fez uma visita à Nicarágua, há um ano, expressou este interesse de colaborar com o Governo de Manágua.

O ministro brasileiro ressaltou que é possível que estes projetos sejam encaminhados na Nicarágua, já que no Brasil há possibilidades de fazer isto.

Cassel visita a Nicarágua para participar de uma conferência regional sindical sobre energia e meio ambiente e para assistir amanhã às comemorações do 29º aniversário da revolução popular sandinista. EFE fm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG