BERLIM - O ministro de Assuntos Exteriores da Alemanha, Frank Walter Steinmeier, se pronunciou contra o envio de mais soldados alemães ao Afeganistão.

Em declarações à emissora pública "NDR", Steinmeier disse que, quando os Estados Unidos cobram dos aliados o posicionamento de mais militares em solo afegão, não está se dirigindo à Alemanha, mas a outros países.

Depois de lembrar que o governo alemão elevou de 3.500 para 4.500 o número de soldados no Afeganistão, o chefe da diplomacia alemã ressaltou que a presença militar alemã no país asiático só é menor que a dos EUA e a do Reino Unido.

Steinmeier também ressaltou que os militares alemães posicionados no norte do Afeganistão conseguiram desenvolver uma infraestrutura que lhe dá acesso a todos os chefes tribais.

Numa recente análise escrita sobre a situação no Afeganistão, o comandante-em-chefe da missão internacional, o general americano Stanley McChrystal, cobrou dos aliados o envio de mais tropas e pessoal civil para garantir o êxito da operação.

Leia mais sobre Afeganistão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.