Ministro alemão reitera que Rússia deve se retirar da Geórgia

Bruxelas, 19 ago (EFE).- O ministro de Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, insistiu hoje em que a Rússia deve retirar suas tropas pelo menos do coração da Geórgia, para que seja possível estabelecer conversas de paz duradouras.

EFE |

Steinmeier fez estas declarações ao chegar à reunião de ministros de Exteriores da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) organizada a pedido dos Estados Unidos, na qual os aliados analisarão a crise na Geórgia e como responder à atuação de Moscou.

O ministro alemão se mostrou partidário de discutir as relações da Aliança com a Rússia, mas deixou claro que a estabilidade na região do Cáucaso não pode ser alcançada sem a participação de todas as partes no conflito.

Insistiu também na crise humanitária gerada pelo enfrentamento armado e disse que há 150 mil pessoas que cruzaram, nos últimos dias, a fronteira da Geórgia para a Ossétia do Norte.

O ministro de Exteriores francês, Bernard Kouchner, cujo Governo lidera este semestre a União Européia (UE) e que assumiu um papel muito ativo na resolução do conflito, confiou em que a Otan será capaz de enviar hoje "um sinal unido e efetivo".

Representando o Governo britânico, participa do encontro da Otan o ministro de Exteriores, David Miliband, que reiterou ao chegar que a Rússia deve cumprir os compromissos que assumiu para colocar fim ao conflito com a Geórgia.

Miliband disse que a Aliança deve mostrar hoje seu apoio à Geórgia, cuja integridade territorial precisa ser respeitada, e discutir sua relação com a Rússia, mas sem buscar o isolamento deste país. EFE epn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG