Ministro alemão quer que UE acolha iraquianos cristãos perseguidos

Berlim, 14 abr (EFE).- O ministro do Interior alemão, Wolfgang Schäuble, quer promover dentro da União Européia (UE) uma iniciativa para acolher iraquianos cristãos perseguidos em seu país.

EFE |

Um porta-voz do ministério informou hoje que Schäuble deve abordar esta questão durante a conferência de ministros do Interior dos estados federados alemães que será realizada esta semana, com o objetivo de buscar apoio a sua proposta.

No entanto, a iniciativa só será levada à prática na Alemanha como parte de um projeto de toda a União Européia, e "não sozinho", disse o porta-voz.

Em entrevista a um jornal dominical, Schäuble advertiu este fim de semana sobre a grave situação dos iraquianos cristãos que estão "fugindo da morte, da violência e da perseguição".

De acordo com informações do Ministério de Assuntos Exteriores alemão, o número de cristãos no Iraque passou de cerca de 800.000 em 2005 à metade atual. EFE ih/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG