Ministro alemão critica condições de julgamento no Irã

Berlim, 2 ago (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, criticou hoje a falta de transparência e legalidade do julgamento que começou no sábado, em Teerã, contra os detidos nos protestos organizados após as eleições presidenciais de junho, e voltou a exigir a libertação dos presos.

EFE |

"As notícias que nos chegam sobre o começo do julgamento nos enchem de preocupação. De acordo com as informações que temos, não foram dadas as condições mínimas de um Estado de direito que garantam um processo transparente e justo", afirma Steinmeier, em comunicado divulgado por seu ministério.

O ministro pede que o Governo iraniano coloque em liberdade os presos políticos e "cumpra os compromissos internacionais sobre a proteção dos direitos civis e políticos de seus cidadãos que assumiu". EFE ih/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG