Ministro afirma que Marrocos cria obstáculos a acordo sobre Saara Ocidental

Argel, 25 dez (EFE).- O ministro da Defesa saaráui, Mohamed Lemine Bouhali, acusou hoje de novo o Marrocos de criar obstáculos às negociações sobre o Saara Ocidental ao rejeitar aprovar a nomeação do novo representante pessoal do secretário-geral da ONU, Christopher Ross.

EFE |

Em agosto, Ban Ki-mon informou aos responsáveis saaráuis de sua decisão de nomear o diplomata americano Ross como seu representante pessoal para o Saara Ocidental, indicação que foi rapidamente aceita pela Frente Polisário, mas que ainda não obteve uma resposta do Marrocos.

"Sem a presença de um emissário especial do secretário-geral da ONU, as negociações entre as duas partes não podem seguir", disse o ministro saaráui em uma declaração à agência de imprensa africana "Pana".

Bouhali afirmou que se as partes afetadas mostrarem boa vontade e a ONU assumir suas responsabilidades quanto ao plano de paz, "as negociações acabarão bem e levarão a um plebiscito livre e eqüitativo" para a autodeterminação do povo saaráui.

As duas partes em conflito, a Frente Polisário e o Marrocos, mantiveram desde junho de 2007 em Manhasset, perto de Nova York, quatro rodadas de negociações diretas sob os auspícios da ONU, mas sem conseguir resultado que permita regular o conflito territorial do Saara Ocidental.

Uma quinta rodada de conversas está prevista, mas ainda não tem data marcada.

Ross substituiu o diplomata holandês Peter van Walsum, que supervisionou a quarta rodada de diálogo. EFE sk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG