Ministra italiana pede sobriedade aos homossexuais

Roma, 17 mai (EFE) - A ministra para a Igualdade de Oportunidades italiana, Mara Carfagna, pediu hoje aos homossexuais que sejam sóbrios em suas manifestações, ao que eles responderam que o serão tanto quanto o concurso de Miss Itália, no qual ela foi finalista anos atrás. Por ocasião do Dia Mundial de Luta contra a Homofobia, a ministra divulgou hoje uma nota para expressar tanto seu convencimento pessoal quanto o das instituições governativas de que em uma sociedade evoluída não há espaço para discriminação. Por esse motivo, a homofobia se contrapõe com a força da educação cívica e o respeito, afirmou Carfagna no comunicado. A ministra acrescentou que a esse comportamento deve corresponder a sobriedade nas manifestações da comunidade homossexual, que não deveria nunca recorrer ao exibicionismo e ao folclore. As palavras da titular de Igualdade de Oportunidades foram respondidas pelas organizações homossexuais do país. Estamos de acordo com a nova ministra quando diz que as discriminações devem ser evitadas em uma sociedade moderna, indicou em uma nota a associação Arcigay. Além disso, acolhemos seu convite à sobriedade. De fato, nos comprometemos a desfilar na Festa do Orgulho Gay como se estivéssemos em uma passarela do concurso de Miss Itália, acrescentou o comunicado.

EFE |

A ministra, ex-modelo, participou desse concurso em 1997, e ficou entre as finalistas.

"Não temos nada contra os concursos de beleza, mesmo quando há uma exibição do corpo feminino", indica a mensagem, que pede à ministra que se ocupe da discriminação que a comunidade sofre perante os "muitos atos de homofobia" registrados na Itália. EFE alg/cb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG