Ministra espanhola diz que COP15 atravessa seu momento mais complicado

Copenhague, 18 dez (EFE).- As negociações na Cúpula das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP15) atravessaram hoje um dos momentos de maior dificuldade, devido à posição da China, segundo fontes da delegação espanhola.

EFE |

A ministra espanhola do Meio Ambiente, Elena Espinosa, disse à imprensa que, no entanto, a União Europeia (UE) decidiu ficar em Copenhague para salvar o acordo.

A ministra assegurou que Zapatero é um dos 120 líderes mundiais presentes na cúpula "que está dizendo que não podemos nos levantar daqui sem que haja um acordo e está insistindo em que ninguém retorne a seu país até fechá-lo".

A China continua insistindo em sua postura de não permitir que suas emissões de gases de efeito estufa sejam verificadas por um organismo internacional, um dos principais empecilhos para chegar ao acordo.

Sobre o Brasil, a ministra disse que recentemente se somaram à mesa de negociações dois especialistas brasileiros que "esperamos que nos ajudem a salvar as dificuldades".

Apesar dos obstáculos, Espinosa ressaltou que continuam "todos os esforços" em aspectos como mitigação, adaptação, transferência de tecnologia e financiamento. EFE td/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG