Ministra britânica de desculpa por pagar pornô de marido com verba pública

A ministra do Interior da Grã-Bretanha, Jacqui Smith, se desculpou neste domingo por ter pedido ao Parlamento reembolso de despesas com um serviço de televisão pay-per-view que incluía filmes pornográficos vistos por seu marido. Smith afirmou que sua prestação de contas continha um erro e que pretende devolver o dinheiro aos cofres públicos.

BBC Brasil |

Ela disse que as despesas com a TV haviam sido enviadas em conjunto com suas despesas com conexão à internet.

O caso veio à tona em meio às discussões em uma comissão parlamentar de planos para a revisão do sistema pelo qual os deputados prestam suas contas (na Grã-Bretanha, os ministros precisam ser membros do Parlamento).

Amigos dizem a ministra ficou "furiosa" e "envergonhada" por parte de sua prestação de contas ao Parlamento incluir despesas com filmes adultos.

Eles dizem que ela não estava em casa quando os filmes foram assistidos e que ela teria "passado um pito" no marido.

Smith já vinha sendo criticada sobre o uso de dinheiro público para pagar por uma segunda casa.

Esse tipo de despesa é legal, mas tem como objetivo financiar a estadia na capital, Londres, de deputados de outras partes do país, para que possam comparecer às sessões do Parlamento.

Mas Smith estaria recebendo uma ajuda de custo oficial para a casa de sua família apesar de morar com sua irmã em Londres.

Na semana passada, o secretário do Emprego, Tony McNulty, foi acusado de pedir o reembolso de milhares de libras pelo custeio da casa de seus pais no noroeste de Londres, apesar de viver com sua família próximo dali, no oeste da capital.

Tanto McNulty quando Smith negam ter feito qualquer coisa errada.

    Leia tudo sobre: inglaterra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG