Ministério reduz de 34 para 29 o número de mortes por gripe no Brasil

Rio de Janeiro, 24 jul (EFE).- O Ministério da Saúde revisou hoje para baixo o número de vítimas fatais da gripe suína no país, que passou de 34 para 29.

EFE |

O antigo número tinha sido anunciado na quinta-feira.

Em comunicado publicado hoje, as autoridades sanitárias explicaram que devido a uma "falha técnica" foram computadas cinco mortes a mais no Rio Grande do Sul e, portanto, o número de pessoas que morreram na região em decorrência da doença seria 11 e não 16, como apontou o relatório de ontem.

Deste modo, as mortes no Brasil em consequência do vírus até o dia 22 de julho são 29, o que significa uma taxa de mortalidade de 0,015 por cada 100 mil habitantes.

Os outros óbitos foram registrados nos estados de São Paulo (12), Rio de Janeiro (5) e Paraná (1).

O número de casos confirmados da doença no país desde o dia 25 de abril se mantém em 1.566, acrescentou o Ministério.

Em algumas regiões, o Exército montou tendas para atender o crescente número de pessoas que chegam aos hospitais em busca de assistência médica, por apresentarem sintomas da doença.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse esta semana que o Brasil produzirá a vacina contra a gripe a partir de 2010 e admitiu que o vírus já circula dentro do país.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE edv/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG