O ministério do Interior iraniano pediu nesta terça-feira que o principal adversário de Mahmud Ahmadinejad, Mir Hossein Moussavi, respeite a lei e o voto do povo que reelegeu o atual presidente, informou a agência Irna.

"Pedimos ao sr. Moussavi que respeite a lei e o voto do povo e se comporte em confirmidade com a lei", declarou o ministério em um comunicado.

Simultâneo a esse comunicado, o escritório da campanha eleitoral do líder opositor anunciou nesta terça-feira que publicará em breve um relatório completo sobre "a fraude e as irregularidades" cometidas durante as eleições presidenciais del 12 de junho no Irã.

"O comitê eleitoral da campanha de Moussavi publicará em breve um relatório completo sobre a fraude eleitoral e as irregularidades registradas durante as eleições presidenciais que deram a vitória ao presidente Mahmud Ahmadinejad", afirma um comunicado publicado no site do principal candidato da oposição.

O Conselho dos Guardiães descartou nesta terça-feira a anulação da questionada eleição presidencial de 12 de junho e anunciou que a posse do novo chefe de Estado e seu gabinete acontecerá entre 26 de julho e 19 de agosto.

bur-jds/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.