Minissatélite japonês estuda as tempestades da Terra

Um minissatélite experimental japonês, desenvolvido por estudantes da Universidade de Osaka (oeste) e por pequenas empresas nipônicas, conseguiu observar tempestades, abrindo, assim, novas possibilidades para a meteorologia, segundo seus criadores.

AFP |

O pequeno satélite "Maido" (de 50 centímetros de comprimento e 55 quilos), que gira em torno da Terra a uma altitude de 666 quilômetros, realizou provas concludentes de medição de tormentas em 60 pontos entre quinta-feira passada e sábado, algumas delas sobre a Austrália e países africanos, informou a Universidade de Osaka.

"Captamos perfeitamente os sinais", informou à imprensa o professor Zenichiro Kawasaki.

O satélite está dotado de um sistema único para examinar as tempestades. Concebido pela Universidade de Osaka, poderia, no futuro, também ser instalado no laboratório japonês "Kibo", ancorado à Estação Espacial Internacional (ISS)

"Maido" faz parte de um grupo de sete pequenos aparelhos de estudo enviados no foguete nipônico H-2A no final de janeiro durante o lançamento do primeiro satélite mundial de observação de gases de efeito estufa, "Ibuki", desenvolvido pela Agência de Exploração Espacial Japonesa (JAXA).

kap/lb/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG