Miniatura de catedral que atingiu Berlusconi bate recordes de venda

A venda de réplicas em miniatura da catedral gótica de Milão, similar que foi usada na agressão de domingo contra Sílvio Berlusconi, bateu recordes de vendas esta semana na capital da Lombardia, norte da Itália.

AFP |

"Estão vendendo muito bem. O produto, inclusive, já esgotou", assegurou Andrea Brachi, dono de uma lojinha de souvenires turísticos próxima à catedral milanesa.

A réplica, em alabastro ou metal, custa entre 6 e 10 euros, e agora faz parte dos presentes mais curiosos para o Natal.

A maioria dos compradores é de opositores de Berlusconi, segundo os vendedores.

"Gente de esquerda ou jornalistas", observou Brachi.

O Domo de Milão, como é conhecida a catedral, é um dos templos de maiores dimensões do mundo e pode receber 40.000 pessoas em seu interior.

A reprodução de sua forma gótica e pontiaguda, com 136 pontas de mármore, explica a gravidade dos ferimentos ocasionados ao chefe de Estado.

Berlusconi foi atingido no rosto por uma réplica em miniatura da catedral de Milão, durante um comício na cidade, no domingo, e teve fratura no nariz, dois dentes quebrados e um corte no lábio superior.

O chefe de governo italiano receberá alta nesta quarta-feira, mas ficará afastado das atividades públicas por vários dias.

ljm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG