Mineradores que ficaram presos após explosão são achados com vida na Ucrânia

Kiev, 9 jun (EFE).- As equipes de resgate encontraram hoje com vida dois mineradores que permaneciam desaparecidos junto a mais de 30 outros companheiros, após a explosão de uma reserva de metano ocorrida na véspera, em uma mina de carvão na região ucraniana de Donetsk.

EFE |

Além dos dois funcionários resgatados com vida, foi encontrado um terceiro minerador que não resistiu, e faleceu enquanto aguardava pelo resgate.

Os trabalhadores foram encontrados a 750 metros de profundidade, em uma seção que as equipes de salvamento só conseguiram alcançar 24 horas depois do acidente.

Os mineradores achados com vida explicaram que se encontravam em um depósito de explosivos no momento do acidente, e que não morreram graças a uma porta de metal.

"Quando ocorreu a explosão, foi como se um trem passasse sobre nossas cabeças. Mais tarde, tentamos chegar no poço, mas nos demos conta de que não conseguiríamos. Começamos a gritar e a bater quando ouvimos as equipes de resgate", explicaram os trabalhadores.

O corpo sem vida do terceiro minerador foi achado em uma câmara de drenagem, também a 750 metros de profundidade.

As equipes de salvamento tentam agora chegar aos outros 34 mineradores que continuam presos a cerca de mil metros de profundidade. EFE bk/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG