Militares sul-coreanos escutam explosões na ilha de Yeonpyeong

Coreia do Sul e Estados Unidos vão realizar manobras navais durante quatro dias

EFE |

AP
Coreia do Sul e Estados Unidos realizam manobras militares
Militares sul-coreanos escutaram neste domingo explosões na ilha de Yeonpyeong e ordenaram aos civis que se refugiem nos búnqueres da ilha, segundo informaram fontes militares à agência sul-coreana "Yonhap".

Às 11h18 da manhã (0h18 de Brasília), os civis foram orientados a se refugiar nos búnqueres da ilha, atacada na terça-feira por mísseis norte-coreanos, após escutar-se detonações na região.

Segundo informou a Junta de Estado-Maior Conjunto sul-coreana, os sons, definidos como detonações de "várias rodadas de artilharia" ocorreram dentro do território norte-coreano e não nas posições norte-coreanas do litoral.

A tensão na região é máxima após o início neste domingo de quatro dias de manobras navais entre Coreia do Sul e Estados Unidos, que contam com a participação do porta-aviões americano George Washington e uma dezena de navios de guerra.

Sexta-feira também foram escutadas detonações similares na ilha que foram considerados sons de disparos realizados em território norte-coreano, cuja costa fica a cerca de 12 quilômetros de Yeonpyeong, durante manobras rotineiras.

A maior parte dos cerca de 1.700 habitantes da ilha abandonaram suas casas desde o ataque com mísseis de terça-feira, que deixou dois militares e dois civis sul-coreanos mortos e cerca de 20 feridos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG