Militares russos chegam às imediações da capital da Ossétia do Sul

Moscou, 8 ago (EFE) - Unidades militares russas do Exército 58 da região militar do Cáucaso Norte se encontram nas imediações de Tskhinvali, capital da região separatista georgiana da Ossétia do Sul.

EFE |

O anúncio foi feito pelo coronel Igor Konashenkov, ajudante do comandante-em-chefe do Exército da Rússia, citado pela agência oficial russa "Itar-Tass".

A agência "RIA Novosti" informou, por sua parte, que a Rússia enviou cem carros de combate, blindados e peças de artilharia autopropulsionadas para reforçar as forças de paz russas na Ossétia do Sul.

As declarações do porta-voz militar russo foram feitas depois que o ministro de Reintegração da Geórgia, Temur Yakobashvili, afirmou que as tropas georgianas tinham tomado "pleno controle" de Tskhinvali.

A Geórgia deu aos separatistas da Ossétia do Sul até as 18h (11h em Brasília) de prazo para cessar o fogo e depor as armas, com a promessa de anistia.

O Ministério da Defesa da Rússia denunciou hoje que mais de dez soldados de paz russos morreram hoje e outros 30 foram feridos na ofensiva do Exército georgiano.

"Mais de dez militares nossos morreram e outros 30 foram feridos por tiros de canhões do quartel das forças de paz russas", disse o coronel Igor Konashenkov, assessor do comandante do Exército russo, à agência "Interfax".

O oficial disse que, na capital separatista, Tskhinvali, "são travados violentos combates, e os tanques georgianos disparam a tiro direto contra o Estado-Maior e os quartéis das forças de paz" em Tskhinvali.

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG