Militares rebeldes se entregam no Timor-Leste

Sydney (Austrália) - O chefe militar rebelde Gastão Salsinha e doze de seus seguidores envolvidos nos atentados contra os dois líderes políticos do Timor-Leste se entregaram hoje às autoridades, após várias semanas de negociações.

EFE |

Salsinha, que desde a semana passada estava sob custódia das forças de segurança em uma casa da localidade de Gleno, 75 quilômetros ao oeste de Díli, foi conduzido em um comboio de veículos da Guarda Nacional portuguesa até o Palácio de Governo, na capital timorense.

Antes de se renderem, os rebeldes entregaram suas armas e munição, assinalou à cadeia australiana de rádio "ABC" o tenente-coronel do Exército timorense Filomeno Paixão.

Os rebeldes eram perseguidos desde que no dia 11 de fevereiro, quando atacaram o presidente do Timor-Leste, José Ramos Horta, e armaram uma emboscada contra o primeiro-ministro, Xanana Gusmão.

Leia mais sobre: Timor Leste

    Leia tudo sobre: timor leste

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG