Militares matam 15 rebeldes no Iêmen

Sana (Iêmen), 12 ago (EFE).- Pelo menos 15 pessoas morreram em bombardeios do Exército do Iêmen contra um grupo de rebeldes xiitas na província de Saada, ao norte da capital Sana, informaram à Agência Efe fontes dos insurgentes.

EFE |

Durante a ofensiva, a maior contra os rebeldes na região, os militares disseram que usaram aviões de combate e helicópteros.

Ainda segundo o Exército, tropas continuam bombardeando abrigos dos insurgentes na fronteira com a Arábia Saudita.

Os rebeldes xiitas, conhecidos como huties - denominação derivada do nome do fundador do grupo, o já falecido Hussein al-Huti -, protagonizaram várias revoltas contra o Governo central nos últimos cinco anos.

Apesar dos esforços do emirado do Catar, que tentou intermediar a crise, a atual ofensiva militar é o quinto grande confronto entre os rebeldes e as tropas do Exército.

Nesse sentido, a agência de notícias oficial "Saba" disse que a ofensiva contra os insurgentes foi lançada depois que "os esforços de paz estagnaram".

No último dia 30, o Governo iemenita anunciou que 346 pessoas morreram um ano depois de o presidente ter declarado o fim oficial das hostilidades entre o Exército e os insurgentes xiitas.

Os confrontos entre a milícia xiita e as tropas governamentais se remontam a 2004, quando centenas de pessoas, inclusive Huti, morreram em violentos combates em Saada.

Desde então, o filho do fundador do grupo xiita, o clérigo Abdelmalik al-Huti, lidera a rebelião na província localizada ao nordeste de Sana. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG