A força militar dos Estados Unidos abriu uma investigação contra um grupo de soldados de uma base do Colorado (noroeste), que após retornar do Iraque foi associado a cinco matanças em 14 meses perto de sua base, indicou o Exército em um comunicado nesta segunda-feira.

O general Mark Graham, comandante de Fort Carson (centro do Colorado), disse em um comunicado que as autoridades militares lançaram uma investigação sobre a possível relação entre os crimes e os membros da 4ª Brigada de Combate no Colorado.

"Nós temos muitos jovens americanos grandiosos em nosso Exército que foram voluntários para servir em tempos de guerra, quase todos são grandes cidadãos", disse Graham. "No entanto, também estamos muito preocupados com estes atos horríveis", apontou o general.

O senador Salazar exigiu que o Exército estabelecesse se os soldados que prestaram seus serviços no Irak fuoram diagnosticados com problemas psicológicos.

Segundo estudo publicado em abril do ano passado pelo instituto RAND, cerca de 300.000 dos 1,6 milhão de soldados americanos que viajaram ao Iraque e ao Afeganistão desde 2001, sofrem com estresse pós-traumático e depressão.

rcw/ap/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.