Militares golpistas prometem eleições em dezembro de 2010

Dacar, 24 dez (EFE).- Os militares que protagonizam uma tentativa golpista na Guiné prometeram hoje convocar em dezembro de 2010 eleições livres, críveis e transparentes, em comunicado divulgado hoje na rádio nacional.

EFE |

Segundo as emissoras regionais, os golpistas explicaram, em seu comunicado, que sua única preocupação é a de "salvaguardar a integridade territorial", o que consideram "um ato de civismo que pretende salvar um povo em perigo".

Os militares golpistas anunciaram ontem a dissolução do Governo e a suspensão da Constituição, mas o primeiro-ministro, Ahmed Tidiane Souaré, afirmou que a Chefia de Estado "não está dissolvida" e que a tentativa de golpe é obra de "um grupo minoritário de jovens oficiais e soldados". EFE st-hc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG