Militares golpistas escolhem capitão para presidente da Guiné

CONACRI, Guiné (Reuters) - Oficiais militares que tentam promover um golpe de Estado na Guiné escolheram um capitão, Moussa Dadis Camara, como seu líder na quarta-feira e disseram que pretendem fazer dele o presidente do país. Nós estamos acompanhando o presidente do Conselho Nacional pela Democracia e o Desenvolvimento (CNDD, na sigla em inglês) rumo à cidade, disse um dos oficiais à Reuters.

Reuters |

Ele afirmou que Camara foi indicado como líder da junta golpista CNDD e estava sendo levado ao edifício presidencial no centro de Conacri para ser nomeado presidente.

Autoridades de Guiné informaram na terça-feira a morte do presidente Lansana Conte, 74 anos. Ele governava o país, maior exportador mundial de bauxita, havia 25 anos. Poucas horas depois, soldados afirmaram à rádio estatal que a Constituição e o governo da nação do oeste africano estavam suspensos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG