Militares e opositores marcam eleições mauritanas para 18 de julho

Nuakchott (Mauritânia), 2 jun (EFE).- A Junta Militar que governa a Mauritânia e os representantes da oposição chegaram a um acordo para a formação de um Governo de união nacional e sobre o adiamento das eleições presidenciais até 18 de julho.

EFE |

O anúncio, que põe fim à crise que a Mauritânia vive desde o golpe de Estado de 6 de agosto, foi feito pelo líder opositor Ahmed Ould Dadah numa entrevista coletiva na capital Nuakchott. EFE er/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG