Militares britânicos se comprometem a procurar alternativa para a pele de urso usada em chapéus

LONDRES - Os militares britânicos afirmaram que irão procurar alternativas à pele de urso real usada na fabricação dos chapéus dos guardas do Palácio de Buckingham depois de um encontro com ativistas dos direitos dos animais.

AP |

O Ministério da Defesa se reuniu na terça-feira com representantes do grupo Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (Peta, na sigla em inglês) que afirmou que matar ursos canadenses para a fabricação de chapéus é crueldade.


Material dos chapéus dos membros da Guarda Real poderá ser substituído / AP

O ministério disse estar aberto ao uso de materiais sintéticos mas que ainda precisa encontrar um substituto para a pele que seja de alta qualidade e resistente ao clima. Na terça-feira foi dito que o assunto será debatido novamente em outubro.

Cinco regimentos do exército usam o chapéu preto de 45 centímetros durante serviços cerimoniais no Palácio de Buckingham em Londres e outras funções reais.

Leia mais sobre Peta

    Leia tudo sobre: peta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG