Foram as primeiras baixas no Exército dos EUA no Iraque desde o término oficial, no último dia 31, de sua missão de combate

Pelo menos dois soldados americanos foram mortos e outros sete ficaram feridos hoje no ataque de um militar curdo-iraquiano em uma localidade do norte do Iraque, informaram à Agência Efe fontes do Ministério do Interior. 

As fontes, que pediram para não ser identificadas, disseram que o uniformizado curdo-iraquiano disparou por motivos desconhecidos contra um grupo de soldados americanos em um campo de treinamento militar em Tuz Khormato, 160 quilômetros ao norte de Bagdá. O agressor foi morto pouco depois em uma resposta dos militares americanos ao ataque.

As fontes identificaram o autor do ataque como Suran Abderrahman, um militar iraquiano de origem curda pertencente ao batalhão das forças especiais do Ministério do Interior.

Estas são as primeiras baixas no Exército dos EUA no Iraque desde o término oficial, no último dia 31, de sua missão de combate.

Atualmente, restam no país árabe menos de 50 mil uniformizados americanos, dedicados a trabalhos de treinamento e formação, que permanecerão no Iraque até o fim de 2011, de acordo com o pacto de segurança assinado entre Washington e Bagdá em dezembro de 2008. EFE am-aj-ssa/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.