Militar americano é absolvido em caso de homicídio

Washington, 24 jul (EFE).- As Forças Armadas dos Estados Unidos retiraram hoje as acusações de homicídio culposo contra um franco-atirador acusado de matar dois sírios no Iraque no ano passado.

EFE |

Em comunicado emitido em San Diego (Califórnia), as Forças Armadas americanas disseram que as acusações contra o sargento John Winnick podem ser apresentadas em outra ocasião.

Segundo os militares, Winnick cometeu um duplo homicídio culposo ao não respeitar as normas de combate e atirar nas duas vítimas sem ter a de certeza que eram "elementos hostis".

Durante uma audiência preliminar para determinar se existiam provas para enviar o franco-atirador a uma corte marcial, Winnick disse que atirou nos dois sírios porque acreditou que eles estavam protegendo seus camaradas.

O incidente ocorreu em junho de 2007, na província iraquiana de Anbar, quando um caminhão parou nas cercanias de um posto de franco-atiradores junto a uma estrada.

A região tinha sido antes palco de atentados com bombas instaladas junto à estrada.

Winnick enfrentava a possibilidade de ser condenado a 40 anos de prisão. EFE ojl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG