Militantes de Gaza apóiam trégua entre Israel e Hamas

GAZA (Reuters) - Grupos militantes palestinos na Faixa de Gaza apoiarão um acordo de cessar-fogo com Israel que terá efeito na manhã de quinta-feira, disse o líder do Hamas em Gaza, Mahmoud al-Zahar, na terça-feira. O acordo está sendo mediado pelo Egito. Zahar afirmou que a trégua será iniciada na quinta-feira às 6 da manhã, no horário local, e que o acordo teria como resultado o fato de Israel aliviar o bloqueio ao território controlado pelo Hamas em troca da suspensão dos ataques de morteiros por parte de militantes.

Reuters |

'Nós, como o povo palestino, como facções palestinas, concordamos com um acordo de cessar-fogo bilateral entre o lado palestino e o lado israelense', disse Zahar a jornalistas, acrescentando que o acordo vai durar seis meses.

Autoridades israelenses e palestinas disseram anteriormente que com o acerto de qualquer acordo de trégua, o bloqueio imposto por Israel a Gaza depois que o Hamas tomou o território do presidente Mahmoud Abbas, do Fatah, seria aliviado gradualmente e de forma parcial.

Israel permitiu a entrada de ajuda humanitária mas cortou o fornecimento de bens não-essenciais, como materiais de construção e combustível, dizendo que os habitantes de Gaza não poderiam esperar levar vidas normais enquanto os israelenses estavam sendo atacados.

Zahar confirmou que o Egito vai convidar enviados do Hamas, Fatah e da União Européia para discutir os termos da reabertura da fronteira de Rafah duas semanas após a aprovação da trégua.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG