Militante da oposição é encontrada enforcada em Belarus

Moscou, 9 mar (EFE).- Uma ativista da oposição bielorrussa, recém-condenada à prisão por apresentar uma denúncia contra um policial, foi encontrada enforcada em sua casa, denunciaram hoje defensores dos direitos humanos.

EFE |

Yana Poliakova, de 36 anos, foi encontrada morta no sábado, na casa em que vivia com a mãe, na cidade de Soligorsk, informou a organização Assistência Jurídica à População, entidade não registrada pelo Ministério da Justiça bielo-russo.

Um porta-voz da organização explicou à agência russa "Interfax" que a morte de Poliakova aconteceu um dia depois de o tribunal de Soligorsk condená-la a pagar uma multa e a passar dois anos e meio presa por "caluniar um policial".

"No final do ano passado, Poliakova apresentou a denúncia, na qual acusava o policial de agredi-la. No entanto, a Justiça local processou-a por 'falsa acusação' contra um agente das forças de ordem", disse o porta-voz.

O ativista evitou responder se acreditava mesmo que a morte de Poliakova havia sido um suicídio.

Uma delegação do Parlamento Europeu (PE) informou recentemente, após uma viagem a Belarus, que a situação dos direitos humanos no país ainda é preocupante, assim como a pressão política que os ativistas democráticos e os jornais independentes sofrem. EFE se/jp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG