Milicianos islâmicos Basij tentam atacar embaixada da Itália no Irã

Roma, 9 fev (EFE).- Cerca de cem milicianos islâmicos Basij realizaram hoje uma manifestação hostil em frente à Embaixada da Itália em Teerã (Irã), e tentaram atacar sua sede, informou o ministro das Relações Exteriores italiano, Franco Frattini.

EFE |

Em Roma, onde fez um pronunciamento ao Senado, Frattini explicou que as embaixadas de França e Holanda também foram alvo dos manifestantes, assim como outras representações europeias que não especificou.

Segundo o ministro italiano, os milicianos, "vestidos como civis", entoaram cânticos como "Morte à Itália, morte a Berlusconi", e a polícia iraniana conseguiu impedir que eles atacassem a embaixada.

Frattini explicou que os países da União Europeia "deverão chegar a uma mesma posição" sobre o caso, com o objetivo de "dar um sinal de alerta forte".

O ministro disse também que a embaixada italiana "permanece aberta" apesar do incidente, e acrescentou que orientou o embaixador em Teerã, Alberto Bradanini, para que a representação do país não participe na próxima quinta-feira das comemorações pelo 31º aniversário da criação da república islâmica. EFE.

ebp/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG