Miliciano palestino morre em batida israelense na Cisjordânia

Ramala - Um miliciano da Jihad Islâmica morreu hoje em uma batida do Exército israelense nos arredores da cidade cisjordaniana de Jenin, informaram testemunhas e fontes oficiais.

EFE |

Segundo os palestinos, o miliciano é Aladeen Lord Issam, que pertencia ao braço armado da Jihad na área de Qabatya, ao sul de Jenin.

No entanto, as forças israelenses acreditam ter matado outra pessoa, Ala Abu Rob, chefe local desse grupo armado, o que foi negado pela Autoridade Nacional Palestina (ANP).

Segundo testemunhas, o miliciano morreu vítima de disparos de soldados israelenses de uma unidade especial e da polícia de Israel, que chegaram até sua casa e esperaram que saísse às 5h30 (1h, Brasília).

Segundo Israel, o miliciano planejava um atentado contra o país e a batida aconteceu após ouvir depoimentos de cinco palestinos que foram detidos na semana passada.

Fontes da ANP asseguraram à edição eletrônica do diário "Yedioth Ahronoth" que a pessoa que Israel acredita ter matado não é Ala Abu Rob, que está detido há várias semanas.

    Leia tudo sobre: cisjordânia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG