Milícia iraniana invade casa de fundador da República Islâmica

Teerã, 26 dez (EFE).- O ataque das forças de Basiy (milícia pró-regime iraniano) à casa do falecido fundador da República Islâmica, aiatolá Ruhola Jomeini, obrigou o ex-presidente Mohamad Khatami a interromper o discurso que fazia.

EFE |

Segundo o site pró-reformista "Movimento de Caminho Verde" (Jaras), cerca de 50 basiys invadiram a antiga casa do aiatolá Jomeinie, no bairro de Yamaran (norte de Teerã), com gases de pimenta e quebraram os vidros com cassetetes e cadeiras.

A fonte acrescenta que na casa estava a filha e a mulher do presidente da assembleia de especialistas, Ali Akbar Hashemi Rafsanjani.

As forças de Basiy e a Polícia cercaram também a mesquita xiita de "Yamaran", onde costumava discursar o fundador da República Islâmica do Irã.

De acordo com o citado site pró-reformista, as forças de Basiy, conhecidas como "vestidos à paisana", e as forças de segurança enfrentaram o povo nos becos próximo à mesquita, onde lançaram bombas de gás lacrimogêneo, atiraram para o ar e usaram cassetetes.

EFE msh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG