Miliband: violência deixa mais de 1,6 milhão de desabrigados na RDC

O ministro britânico dos Assuntos estrangeiros, David Miliband, afirmou neste domingo que mais de 1,6 milhão de pessoas no leste da República Democrática do Congo (RDC) caíram na armadilha da crise e estão precisando de ajuda humanitária.

AFP |

"Mais de 1,6 milhão de desabrigados internos caíram na armadilha da crise e estão em locais de difícil acesso. Eles não têm alimentos, nem água, nem outros elementos de primeira necessidade", declarou à imprensa Miliband na capital econômica tanzaniana Dar es-Salaam.

Ele falou aos jornalistas depois de um encontro, junto a seu colega francês, Bernard Kouchner, com o presidente da União Africana (UA), Jakaya Kikwete, também presidente da Tanzânia.

"Há uma ameaça de epidemias de doenças transmissíveis e de desnutrição na área", advertiu o ministro britânico.

O leste da RDC é palco há várias semanas de um conflito entre o exército congolês e a rebelião do Congresso nacional para a defesa do povo (CNDP).

Os rebeldes chegaram quarta-feira às portas da capital da província de Norte-Kivu, Goma, e decretaram um cessar-fogo unilateral, que parece estar sendo respeitado.

Os combates colocaram nas estradas dezenas de milhares de pessoas, forçadas a viver numa situação sanitária muito precária.

jku-jmm/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG