Milhões de trabalhadores em greve contra a inflação na Índia

Milhões de funcionários de aeroportos, estações de trens e bancos na Índia entraram em greve nesta quarta-feira para protestar contra a disparda da inflação, a maior nos últimos 13 anos, e a política anti-social do governo.

AFP |

A ação foi convocada por sindicatos comunistas para protestar também contra uma alta média de 21% dos salários dos funcionários do governo, que, segundo os grevistas, ignora o pessoal mais jovem, indicou a agência Press Trust of India.

O protesto acontece num contexto político delicado para a coalizão de centro-esquerda liderada pelo Partido do Congresso, de Sonia Ghandi, no poder dsde maio de 2004, e que há um mês perdeu o apoio de quatro partidos de esquerda no parlamento, a alguns meses das eleições legislativas.

A greve acontece em nível nacional, mas atinge particularmente o Estado de Bengala Ocidental, governado pelo Partido Comunista indiano.

Mais de dez mil membros da segurança foram convocados para manter a ordem como medida de precaução, segundo nota oficial.

A inflação, principal razão da greve, registrou seu mais alto nível em 13 anos, a 12,44%, impulsionada pelo aumento dos preços do combustível e dos alimentos.

O congresso de sindicatos da Índia afirmou que a greve está sendo um grande êxito e atinge principalmente o aeroporto de Calcutá, que teve todos os vôs cancelados até quinta-feira.

Além disso, a greve afeta o tráfego ferroviário e o setor bancário.

str-nr/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG