Milhares recebem Bento 16 na Casa Branca

Milhares de convidados se reuniram nesta quarta-feira na Casa Branca, em Washington, para receber o papa Bento 16, que se reúne com o presidente americano George W. Bush.

BBC Brasil |

Pelo menos 9 mil pessoas eram esperadas na cerimônia nos gramados da Casa Branca, onde o papa Bento 16 e George W. Bush se encontraram.

O papa, que completa 81 anos nesta quarta-feira, foi recebido por uma salva de 21 tiros. Em seguida, Bush partiu junto com Bento 16 para um almoço fechado, que deveria contar com a participação dos 17 cardeais dos Estados Unidos.

Esta é a primeira visita de um papa à Casa Branca em 30 anos.

A segurança na Casa Branca foi reforçada, e os convidados foram revistados com detectores de metal.

Temas
O correspondente da BBC em Roma, David Willey, que viaja com o papa, afirmou que os assuntos das conversas particulares entre Bush e Bento 16 devem ser a imigração da América Latina para os Estados Unidos e a guerra no Iraque.

Durante o vôo entre Roma e Washington, o papa disse a jornalistas que pretendia falar a respeito dos perigos da separação das famílias, causada pela imigração em massa de latinos que procuram emprego nos Estados Unidos.

Apesar de concordarem em condenar o aborto e as pesquisas com células-tronco e em defender a abstinência como forma de combate à Aids, Bush e Bento 16 têm posições contrárias em áreas como a pena de morte e o embargo comercial americano a Cuba.

"(O papa) vai ouvir do presidente (Bush) que os Estados Unidos e o mundo precisam ouvir esta mensagem, de que Deus é amor e que a vida humana é sagrada", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

Abusos
A questão dos abusos sexuais por parte de padres também deve ser discutida entre Bush e Bento 16, mas, segundo Dana Perino, "não está necessariamente entre as prioridades do presidente".

A Casa Branca vai realizar um jantar de gala em homenagem à visita do papa na noite desta quarta-feira, mas Bento 16 não deve comparecer porque participará de uma missa em Washington.

O pontífice também deve celebrar uma missa para 48 mil pessoas em Washington na quinta-feira e outra no estádio dos Yankees, em Nova York.

No domingo, Bento 16 deve visitar o local dos ataques de 11 de setembro de 2001, em Nova York.

O papa chegou na terça-feira aos Estados Unidos, na base militar Andrews, em Maryland, Estado vizinho à capital americana.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG