Milhares protestam no Curdistão iraquiano contra lei eleitoral

Milhares de curdos se manifestaram, nesta terça-feira, em Erbil (350 km ao norte de Bagdá), capital do Curdistão iraquiano, para protestar contra um polêmico projeto de lei eleitoral, comprovou um jornalista da AFP.

AFP |

Os curdos se opõem à lei eleitoral por uma divergência sobre a distribuição de poder entre as diferentes comunidades da disputada região petrolífera de Kirkuk.

Kirkuk foi separada, pelo ex-presidente Saddam Hussein, do Curdistão iraquiano, uma região independente "de facto", desde 1991. Agora, que os curdos consolidaram seu poder no novo Iraque, eles exigem, porém, que essa cidade seja novamente anexada à sua região autônoma, cerca de 50 km ao norte.

A lei, aprovada em 22 de julho, foi rejeitada dois dias depois pelo Conselho Presidencial iraquiano, que denunciou "irregularidades constitucionais" e "vícios de procedimento".

mba/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG