Milhares protestam em Berlim contra vigilância do Estado

Berlim, 11 out (EFE).- Milhares de pessoas participaram hoje em Berlim de uma manifestação em protesto contra o aumento das medidas de segurança e vigilância por parte do Governo.

EFE |

Os dados sobre o número de participantes são conflitantes. Para a Polícia, mais de 12 mil pessoas protestaram, já segundo os organizadores o número passa de 50 mil.

Com o lema de "Liberdade em vez de medo - Parem com a loucura da vigilância", os participantes do ato protestaram igualmente contra o armazenamento de dados eletrônicos dos cidadãos por parte do Estado.

Um total de 117 organizações cidadãs de todos os campos, desde médicos a advogados, tinha convocado a manifestação que se desenvolveu sem incidentes e terminou perante o emblemático Portão de Brandeburgo.

Os participantes criticaram os planos do Ministério do Interior de aumentar as medidas preventivas antiterroristas, que incluem, entre outras coisas, a investigação via internet de computadores privados.

Martin Graudiszus, presidente de uma associação de profissionais, criticou os planos do Ministério do Interior de introduzir um novo cartão de informática para os cidadãos que, segundo ele, põe em perigo a relação entre médico e paciente.

A nova legislação sobre o armazenamento de dados de telefone, também criticada, eque já está em vigor, contempla que todos os dados técnicos de conexões telefônicas sejam guardados preventivamente durante seis meses.

O armazenamento preventivo de dados valerá, em 2009, para as comunicações pela internet, o que foi igualmente criticado pelos que convocaram a manifestação. EFE jcb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG