Milhares de xiitas participam de peregrinação a Samarra

Bagdá , 9 jul (EFE).- Milhares de xiitas participaram, pela primeira vez desde a queda do regime de Saddam Hussein, da peregrinação a Samarra, 100 quilômetros ao norte de Bagdá, que lembra a morte do aiatolá Mohammed Baqr al-Sadr há 28 anos.

EFE |

Segundo um comunicado do Exército americano, os peregrinos chegaram na terça-feira a Samarra e à vizinha cidade de Balad, para participar das celebrações e dos desfiles por ocasião do aniversário de morte.

O regime de Saddam foi acusado de matar o religioso xiita por este ter se negado a emitir uma "fatwa" (édito religioso islâmico) para apoiar políticas do ex-partido governante iraquiano Baath.

Segundo a nota, as forças de segurança iraquianas foram mobilizadas na área para proteger os peregrinos, que viajavam em mais de 110 ônibus ao longo da rota que se estende da cidade de Karbala, 110 quilômetros ao sul de Bagdá, a Samarra.

Samarra é uma cidade considerada santa pelos xiitas, já que possui dois santuários, dos doze dedicados aos imames dessa comunidade muçulmana. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG