Milhares de tailandeses querem paralisar Bangcoc em nova manifestação

Bangcoc, 3 abr (EFE).- Milhares de tailandeses iniciaram hoje uma nova manifestação em Bangcoc com a qual pretendem paralisar a cidade e continuar pressionando o Governo para que convoque eleições, enquanto cresce o temor de que exploda a violência.

EFE |

Os "camisas vermelhas", como é conhecido o grupo civil partidário do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, partiram hoje do centro de Bangcoc e se dividiram para se manifestar em duas regiões diferentes da capital e criar o caos depois que as negociações com o Executivo foram rompidas esta semana.

O Governo teme que desta vez exploda a violência neste quarto fim de semana consecutivo de protestos, já que um grupo que exige o final dos protestos para que o turismo e a economia não se ressintam também anunciou uma contra manifestação.

O vice-primeiro-ministro do país, Suthep Thaugsuban, assegurou que o Centro de Operações pela Paz, que vela pela segurança durante o protesto, tem indícios de que poderiam acontecer ataques durante a manifestação.

Milhares de "camisas vermelhas" viajaram ontem à noite para Bangcoc vindos de zonas rurais do norte para se unir à passeata organizada pela Frente Unida para a Democracia e contra a Ditadura, o nome oficial da plataforma cívica que organiza os protestos.

A Tailândia atravessa uma profunda crise política fruto da luta entre os partidários e opositores de Shinawatra, desde que foi deposto em 2006. EFE tai/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG