Milhares de sul-coreanos prestam última homenagem ao ex-presidente Roh

Dezenas de milhares de sul-coreanos prestaram nesta sexta-feira uma última homenagem ao ex-presidente Roh Moo-hyun, que aparentemente cometeu suicídio semana passada, participando do funeral em Seul.

AFP |

Roh, ex-presidente de centro esquerda entre 2003 e 2008, era investigado pela justiça por corrupção. Ele teria se suicidado ao pular em um precipício perto do povoado onde passava férias, na costa sudeste do país.

A justiça o investigava pelo pagamento de um milhão de dólares à sua esposa e outros cinco milhões ao marido de uma de suas sobrinhas, por um rico fabricante de sapatos.

Roh havia apresentado desculpas pelo envolvimento de seus familiares embora nunca tenha reconhecido malversações pessoais.

Segundo seus partidários, a investigação contra Roh tinha motivações políticas. Eles apontam o atual governo do presidente Lee Myung-bak como o instigador.

As autoridades de Seul indicaram que 15.000 policiais anti-distúrbios foram mobilizados nas proximidades do Palácio Real, onde está sendo realizado o funeral.

ckp/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG