Milhares de poloneses se reúnem para se despedir de seu presidente

Cracóvia (Polônia), 18 abr (EFE).- Dezenas de milhares de cidadãos poloneses se concentram na Cracóvia para se despedirem de seu presidente, Lech Kaczynski, e da sua esposa Maria, cujos funerais foram realizados hoje na Basílica de Santa María da histórica cidade às margens do rio Vístula.

EFE |

Os caixões do casal chegaram pouco depois das 9h (horário local, 5h de Brasília) ao aeroporto de Belize a bordo de um avião de transporte militar, que voou a baixa altura para evitar a nuvem de poeira vulcânica procedente da Islândia.

Da mesma forma que aconteceu há uma semana em Varsóvia, o cortejo fúnebre foi escoltado por milhares de pessoas situadas à beira da estrada e em ruas desde o aeroporto até o centro de Cracóvia que jogaram flores a sua passagem, enquanto os sinos de toda a cidade repicavam.

Desde o começo da manhã e em todos os pontos da cidade podia ver-se numerosos grupos de gente de todas as idades com flores na mão para se aproximar da Praça Maior, onde às 14h locais (10h) começará a missa em memória de Kaczynski e sua mulher.

Da mesma forma que este sábado em Varsóvia na cerimônia civil e religiosa em memória das 96 vítimas da tragédia de Smolensk, espera-se que na Cracóvia se concentrem hoje milhares de cidadãos de toda a Polônia que irão para dar seu último adeus a seu presidente.

Após o funeral, os restos dos Kaczynski serão transferidos em um cortejo fúnebre até o Castelo de Wawel de Cracóvia, onde serão enterrados em cerimônia restrita aos familiares e às personalidades mais relevantes. EFE jcb-nt/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG