Milhares de pessoas recebem xeque no Iêmen libertado pelos EUA

Sana, 11 ago (EFE).- Milhares de pessoas saíram hoje às ruas de Sana, capital do Iêmen, para receber o prestigioso xeque Mohammed Al-Moayed e seu ajudante libertados pelos Estados Unidos, depois de permanecerem seis anos presos, acusados de financiarem atividades terroristas.

EFE |

Al-Moayed e seu assessor Mohammed Zaid foram recebidos no aeroporto de Sana por vários ministros e dezenas de dirigentes políticos, informou a agência oficial de notícias iemenita "Sana".

O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, recebeu os libertados hoje, no Palácio Presidencial, acrescentou a agência.

Al-Moayed e Zaid foram libertados na sexta-feira passada por ordens de um tribunal federal americano, após considerar que passaram tempo suficiente presos.

Segundo fontes oficiais iemenitas, a corte adotou a decisão depois que os advogados de defesa alcançaram um acordo sobre a acusação de que Al-Moayed e Zaid teriam ajudado a financiar o grupo radical palestino Hamas, considerado terrorista pelos EUA.

O xeque e seu ajudante foram presos na Alemanha, em 2003, e extraditados para os EUA.

Em 2005, um tribunal de Nova York os condenou à prisão de 45 a 75 anos, por financiarem a Al Qaeda.

No dia 30 de outubro, o Tribunal de Apelação de Nova York anulou as penas, por considerar que não tiveram um julgamento justo, mas a acusação contestou a validade da resolução.

Os dois sempre se declararam inocentes. EFE ja-aj/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG