Milhares de pessoas protestam na Suíça contra energia nuclear

Manifestações se encontraram em frente central de Beznau, uma das mais antigas do mundo e que funciona desde 1969

EFE |

AFP
Manifestante com uma máscara de gás participa do protesto neste domingo
Uma manifestação pacífica contra a energia atômica reuniu neste domingo cerca de 14 mil pessoas nas imediações de Beznau (cantão de Argóvia, na zona central da Suíça), no mais importante protesto deste tipo nos últimos 25 anos.

Duas manifestações que haviam partido simultaneamente de locais diferentes se encontraram em frente à central de Beznau, uma das mais antigas do mundo e que funciona desde 1969.

Quando ocorreu a junção das manifestações, teve início a leitura de mensagens provenientes de Fukushima (Japão), Berna, Alemanha e Áustria.

Logo após estava previsto que parlamentares socialistas e do Partido Verde tomassem a palavra, segundo a agência local de notícias "Ats".

"A participação supera todas as nossas expectativas", confessou um representante do comitê de organização, Michael Tanner.

No ano passado, a mesma ação mobilizou pouco mais de 4,5 mil pessoas. No plano político, o futuro da energia nuclear pode ser decidido nesta quarta-feira, para quando está previsto que o Governo suíço tome uma decisão a este respeito que submeterá ao Parlamento.

Uma das opções colocadas consiste em manter a situação como até agora, com uma eventual substituição antecipada das três centrais atômicas mais antigas, que por enquanto está previsto para encerrarem suas atividades em 2025.

Outra alternativa em debate é que essas plantas não sejam substituídas somente quando deixem de funcionar e, finalmente, que se renuncie à energia nuclear.

São quatro os aspectos fundamentais pedidos para serem levados em conta pelo Governo: a segurança do abastecimento de eletricidade, a proteção ambiental, preço aceitável da energia elétrica e uma produção segura.

O partido de extrema direita UDC propôs que a decisão final seja dada pelo povo por meio de um plebiscito. A Suíça tem com cinco usinas nucleares que contribuem com 40% da produção de eletricidade.

    Leia tudo sobre: SUÍÇAenergia nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG