Milhares de pessoas protestam na Espanha em apoio a Garzón

Juiz investigou os crimes durante o franquismo e agora está sendo processado por abuso de poder

AFP |

Milhares de pessoas protestaram neste domingo pelas ruas de Madri para demonstrar seu apoio ao juiz Baltasar Garzón. Ele investigou crimes durante o franquismo e está sendo processado por isso .

"Garzón amigo, o povo está contigo" ou "Exigimos justiça" foram alguns dos slogans bradados pelos manifestantes, alguns dos quais carregavam fotos em preto e branco de membros de suas famílias mortos durante a Guerra Civil ou durante o franquismo.

Leia também: Juiz espanhol que tentou extraditar Pinochet enfrenta julgamento

Saiba mais: Juiz que quis extraditar Pinochet é suspenso na Espanha

Artistas, representantes sindicais e autoridades políticas de esquerda abriram a passeata com uma grande faixa com a inscrição "Solidários a Garzón. Contra os crimes do franquismo".

"É uma vergonha que na Espanha tenham colocado no banco dos réus um juiz que quis, por ordem das vítimas, investigar os crimes do franquismo", criticou o poeta Luis García Montero ao final da manifestação.

Baltasar Garzón, de 56 anos, pode ser condenado com uma desqualificação de até 20 anos neste processo, pelo qual é acusado de abuso de poder e de ter infringido a lei de Anistia votada em outubro de 1977, dois anos depois da morte de Francisco Franco, que impôs um pacto de silêncio sobre os anos negros da Guerra Civil (1936-39) e da ditadura (1939-75).

Reuters
Manifestantes saem às ruas de Madri para demonstrar apoio ao juiz Garzón

    Leia tudo sobre: espanhajustiçahistóriafranquismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG