BAGDÁ - Milhares de curdos tomaram hoje as ruas de Suleimaniya, na região autônoma do Curdistão iraquiano, para protestar contra a lei eleitoral que regulará o pleito provincial e que aprovou recentemente o Parlamento nacional.

Segundo a agência de notícias iraquiana "Aswat al Iraq", os manifestantes se concentraram frente à sede do governo regional no centro da cidade, 700 quilômetros ao norte de Bagdá.

A manifestação quase um dia depois de outra similar na capital do Curdistão iraquiano, Erbil, onde milhares de pessoas protestaram em frente ao Parlamento curdo.

O protesto, que transcorreu sem incidentes, foi cercado por um amplo dispositivo de segurança como medida de precaução, após o recente atentado que matou 22 pessoas durante outra manifestação em Kirkuk, no norte do Iraque.

O texto aprovado adia indefinidamente a realização de um plebiscito para dirimir o status de Kirkuk, rica em recursos petrolíferos, que é disputado por curdos, árabes e turcomanos.

Os curdos advogam pela incorporação da cidade à Região Autônoma do Curdistão, mas árabes e turcomanos defendem que se mantenha sob controle de Bagdá.

Leia mais sobre Iraque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.