Milhares de pessoas passam a noite nas ruas após terremotos na Espanha

Prefeitura de Lorca, a cidade mais atingida, convocou arquitetos e engenheiros para avaliar a situação das casas

EFE |

Milhares passaram a noite nas ruas na cidade espanhola de Lorca, atingida na quarta-feira por dois terremotos que deixaram ao menos oito mortos , enquanto as autoridades locais se preparam para avaliar os danos.

"Praticamente todas" as cerca de 20 mil casas do entorno urbano de Lorca sofreram algum tipo de dano, disseram à Agência Efe fontes da prefeitura, que convocou para esta quinta-feira uma reunião com arquitetos e engenheiros.

Os dois terremotos, de 4,4 e 5,1 graus de magnitude na escala Richter, deixaram pelo menos oito mortos, entre eles um menor de 14 anos e duas grávidas, assim como importantes danos materiais em casas e em edifícios históricos.

Milhares de moradores, muitos deles imigrantes, sobretudo equatorianos, norte-africanos e subsaarianos, passaram a noite na esplanada onde fica o mercado popular da cidade.

Os abalos derrubaram parcial ou totalmente vários edifícios, enquanto muitos outros apresentam grandes danos à vista, como fendas nas fachadas e desabamento de telhados, janelas e portas.

A previsão é de que centenas - ou até milhares - tenham de voltar a dormir fora de suas casas nesta quinta-feira. Soldados da Unidade Militar de Emergências procedentes de Madri e Valência instalarão nesta quinta-feira três novos acampamentos em vários pontos da cidade.

Em um primeiro momento, os abrigos disponibilizados na quarta-feira acolheram cerca de 8 mil desalojados, número que foi diminuiu ao longo da noite.

    Leia tudo sobre: terremotoespanhalorcamúrciatremor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG